quinta-feira, 14 de abril de 2011

A árvore de cabeça para baixo- Será que esta história serve para você?

Esta história africana, mais precisamente da Costa do Marfim, nos leva a pensar sobre o nosso descontentamento com as bênçãos que recebemos de Deus; sendo que muitas vezes somos injustos para com o Criador, criticando e até mesmo nos rebelando contra Ele. Após ler esta História, retirada do livro"  A semente que veio da àfrica", de Gneeka, medite, um pouquinho, para que não conteça contigo o que aconteceu com o Baobá.





         Nos primórdios da vida, o criador fez surgir tudo no mundo. ele criou primeiro o baobá, e só depois continuou a fazer tudo existir.
       mas ao lado do baobá havia um charco. o Criador havia plantado o primog~enito bem perto de uma região alagadiça. Sem vento, a suprefície daquela àgua ficava lisa como um espelho. O baobá se olhava, então, naquele espeljho d'àgua. ele se olhava, se olhava e dizia insatisfeito:
_ Por  que não sou como aquela àrvore?
Ora achava que poderia ter os cabelos mais floridos, as folhas, talvez, um pouco maiores.
O baobá resolveu, então, se q queixar ao criador, qiue o escutou por uma, duas horas as suas reclamações. Entre uma queixa e outra, o Criador comentava:
_ Você é uma árvore bonita. Eu gosto muito de você. Me deixe ir, pois preciso continuar omeu trabalho.
Mas, o baobá mostravaoutra  planta e perguntava. por que as sua flores não eram assim cheirosas? E sua casca? parecia mais a pele enrugada de uma tartaruga. E o Criador insistia:
_Me deixe ir. para mim você é perfeito. Foi o primeio a ser criado e, por isto, tem o que há de melhor em toda a criação.
Mas o baobá implorava:
_ me melhore aui, e um pouco mais ali.
O Criador que precisava fazer os outros seres saiu andando. E o Baobá o seguia por unde quer que fosse.Andava pra lá e prá cá. ( È por isto que essa àrvore existe por toda a àfrica).
O baobá não sdeixava o Criador dormir, Continuava e continuava, e continuava sempre a implorar melhorias.
Justo a àrvore que o criador achava maravilhosa, pois não era parecida com nenhuma outra, nunca ficava satisfeita. Até que , um dia, o criador foi ficando irritado, irritado, mas muito irritado, pois não tinha mais tempo para nada. Ficou irado mesmo. E  aí se virou para o baobá e disse:
_ Não meamole mais ! Não encha mais a minha paci~encia. pare de dizer que na sua vida falta isto ou aquilo. E cale-se  agora.
Foi então que o Criador agarrou o baobá, arrancou-o do chão e o plantou novamente. só que... desssa vez, foi de ponta cabeça, para que ele ficasse calado,,,,

Nenhum comentário:

Postar um comentário