quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

ENOQUES: Você sabe quem são?



Os Enoques eram missionários encarnados em uma tribo africana, tendo como missão maior reabrir as Raízes do Oráculo de Ariano, na recuperação das energias que haviam sido recolhidas, isto é, reabrir a porta que havia sido fechada. foram liderados por Pai Zé Pedro e por Pai João. que mais tarde se tornaria o mentor Guardião das Raízes Africanas na Doutrina do Amanhecer, restabelecendo o fluxo das energias vindas do Oráculo de Ariano, o Oráculo de Simiromba, as raízes do Céu, permitindo os grandes fenômenos de nossos trabalhos, trazendo, inclusive, o grandioso resgate de nossas vítimas so passado com os Julgamentos e Aramês, tornando-nos, poer períodos determinados, Prisioneiros da Espiritualidade Maior.
Salve Deus!
( Das Observações Tumarã)

A luz dos Homens: linda história sobre Jesus.

Amados, esta história é um presente de meu espírito para o seu; espero, sinceramente que você goste e que, na primeira oportunidade a conte para alguém que você gosta, vamos passar á frente este presente?





 Conta que o Mestre disse certa vez aos seus discípulos, após a ressureição,  em tarde que declinava à beira do Tiberíades, que os séculos passariam e os homens continuariam a se digladiar, olvidando-se das lições que havia pregado.
 os apóstolos, e, entre eles, Simão Pedro indagaram ao mestre porque a Humanidade não haveria de compreender-lhe as lições, que representavam a Palavra do Pai.
 Jesus, sorrindo, respondeu:
_ A vaidade, o orgulho e a ambição, pior que o joio e a reva daninha, são difíceis de se erradicar. Suas raízes penetram fundo, seus troncos são nodosos e suas copas se projetam para o alto agasalhando uma grande multidão.
 E acrescentou:
 _ Eu vim pregar a humildade e a igualdade espiritual entre os homens porque assim determinou o Pai, que não distingue ninguém entre seus filhos. As lições, todavia, não convém aos fariseus, eis que a soberbia e as prerrogativas lhes garantem os privilégios de que desfrutam. Por isto, desfilarão os séculos e os homens continuarão, como os senhores do tempo de hoje, a cortejar a ambição, por lhes satisfazer os desejos mais impuros.
 Calou-se quando Pedro ponderou:
_ Então, Mestre, foi inútil e infrutífero os eu martírio. E todos n´ós lamentamos que sua sabedoria e a onisciência do pai não tenham previsto o fracasso de sua missão.
 Apontando para o sol cuja luz se diluía na fímbria do horizonte deixando cintilações de sangue nas àguas do lago, retrucou Jesus:
_ Não, pedro. A minha missão não foi inútil nem um fracasso. Vê como a luz se deixa absorver pelas trevas da noite? No entanto, dentro de poucas horas ressurgirá com todo o seu esplendor, para trazer vida e calor para toda a criação. Assim acontecerá com os meus ensinamentos. As trevas da ignorãncia, da vaidade e d orgulho, como a noite que se repete, irão obnubitá-los por váris séculos. tempo virá, porém, que a luz irá se firmar para sempre, e o homem, após as tempestades de lágrimas e de dores, por haver, finalmente, compreendido as minhas lições, ressugirá, como eu, em espírito, para as várias moradas da Casa do Pai.
Finalizando, afirmou sereno:
_ E eu, que sou o caminho, a verdade e a vida, estarei com todos, para todos os séculos e serei, para toda a Humanidade o Sol das alvoradas renovadoras.

 Espírito Irmão X- " Casos daqui e daí-  Psicografia de Heitor Luz Filho editora Petit

Aculturação do Médium- vale a pena ler!!

              A aculturação do Médium ( Mário Sassi- No Limiar do IIIº Milênio)
                       
   A palavra " cultura" tem dois sentidos, um geral e outro perticular. De modo geral  cultura é o aprendizado que uma pessoa faz no seu meio ambiente, sua maneira de viver. De modo particular a cultura é o aprendizado de um conjunto de idéias específicas, como por exemplo cultura física, cultura filosófica,, etc. Nesse sentido existe, portanto, uma "cultura espírita", ou seja, o conjunto de idéias, normas, tecnicas e práticas que regem o espiritismo.
  Essa cultura, entretanto, é complexa e variável conforme a época.  o lugar e o grupo. O que há de mais aproximado para uma " cultura espírita" é a obra de Allan Kardec e seus divulgadores. A Codificação Kardecista é ampla  e preenche perfeitamente a mais exigente necessidade de acuklturação espírita.
Mas, a própria evolução do espiritismo e a tendência natural para o sectarismo nos leva ao convceito de Mediunismo, totalmente abrangente, pois se refere a coisas básicas do ser humano, portanto, livre de qualquer injunção. O Médium no sentido popular é uma figura humana de dons excepcionais. O Medium no conceito dso mediunismo é um ser humano comum, ou seja: todos os seres humanos são médiuns.
Para uma aculturação Kardecista é necessário, de mod geral, haver um mínimo de escolaridade, pelo menos saber ler. è muito difícil concebber um grupo mediúnico cadercista sem leitura. Já na Umbanda, a transmissão doutrinária é predominantemente oral, formando com isto uma cultura mais  particularizada. Ambas, naturalmente, são reflexo de grupos sociais e obedecem as leis sociológicas. Como grupos, eles têm, logicamente, certo exclusivismo que, em termos doutrinários, significa sectarismo.
   No conceito amplo de mediunismo, podemos citar ainda os grupos mais fechados, embora tais grupos não aceitem a mediunidade como aconselhável. O problema aí entra em termos de "cultura intelectual", o qu o torna mais exclusivo, etc... Falemos, portanto, em termos de " aculturação mediúnica" que irá tornar o problema bem mais simples.
  Mediunidade, senod algo natural, inerente ao ser humano, te, logicamente, meios naturais de aprendizado. Decorre, daí, que a aculturação mediúnica é apenas aculturação geral, como comer. vestir, estudar, etc., coisas que tanto podem ser feitas por pessoas cultas como incultas.
   Cabe aqui um parêntesis: a experi~encia da Humanidade em termos de aculturações específicas em massa têm sido sempre desastrosa. Basta para isso que se olhe o calendário das guerras e das lutas sociais para se ter uma idéia.
  A oportunidade ´so existe para todos  se a cada um for dado o que pode absorver e não uma cultura padrão, geralmente mal assimilada.
  Duas coisas são fundamentais no desenvolvimento do médium: a tecnica da mediunização e o conhecimento sensato da vida fora da matéria.

O Velho Lino- você conhece esta história?

          
O velho Lino

Ninguém sabia seu nome completo até o dia em que foi necessário verificar seus papéis para se enterro. Conheciam-no apenas como o " velho Lino".
Ele chegara à UESB por seus próprios meios, mas tão doente que foi logo encaminhado para o modesto " hospital". O Diagnóstico foi de cirrose hepática, sem possibilidade de recuperação. assim mesmo durou alguns meses e, durante todo esse tempo, Neiva cuidou dele com carinho e afeição.
 Na sua Clarividência ela ia vendo seus quadros e relatava a ele. Seu corpo era todo inchado pela perniciosa moléstia e sua pele tinha um t om esverdeado que causava repgnância. isso tudo era agravado pela sua boca desdentada. Mas o velho Lino quase não se queixava. Dia a dia ele ia morrendo com a tranquilidade dos que se acham "em casa". Entre ele e Neiva havia amizade e respeito. Os dois tinham longas palestras que ninguém entendia.
   Alguns meses depois de sua morte, Neiva sentiu saudades dele. Só então se dera conta de sua solidão, em meio a multidão que vivia. Afinal, o velho Lino tinha sido um bom companheiro na visão dos caminhos que conheciam pouco.
   Lembrou-se então de seus transportes e pensou que talvez tivesse notícias dele. Com essa idéia em mente encaminhou-se para sua " plataforma de contato" e lá sentou-sea espera.
  Sua concentração foi tão natural e impercepetível, que até se assustou um pouco quando ouviu a voz familiar de Jhonson  Plata a lhe dizer" salve  Deus"!
  Já fora do corpo, ela respondeu, e ele foi logo dizendo:_ Vamos Neiva, vamos que está na hora de encontrar o velho Lino!
   Ela ficou meio encabulada, talvez  devido à maneira que eles conheciam seus pensamentos e sentiu certa relutância em aceitar o convite. Ao ouvir o nome do Velho Lino mencionadao por Jhonson, com seu ar nobre e saudável, perdeu parte do seu entusiasmo. Na sua emnte passaram quadros do últimos dias de sua vida e do cadáver inchado daquele velho de setenta anos. Mas, imediatamente, sentiu vergonha de seus pensamentos e seguiu-o sem mais comentários.
   A chalana pousou suavemente numa espécie de plataforma iluminada.
   saíram da nave e se encaminharam por um longo corredor, que terminou num parque iluminado pelo luar. No meio do terreno, tapeçado de uma erva que reverberava à luz da Lua e pontilhado de àrvores simétricas, erguia-es um enorme edifício que se alongava para os fundos do parque. Ela ficou olhando aquelas àrvores que sempre lhe chamavam a atenção pela simetria.
   Para ela, que gostava das flores de plástico da Terra, elas parecviam ser de plástico colorido. Reparou também que em todas elas estavam dependurados medalhões com inscrições que ela não distinguia. Estranha música no ar, mas Neiva não tinha muita certeza que se tratasse de música. parecia mais ums om agradável, um zumbido modulado, Johnson quebou o silênci:
   _ Aqui, Neiva, é um hospital de recuperação da Casa Transitória e também o ponto de partida para Capela. Apontou para um lado que Neiva ainda não olhara e ela viu várias naves de grande porte, que se pareciam muito com os zepelins da Terra, só que tinham enormes janelas, cuja luz amarelada se destacava na luz branca do luar.
   Chegaram ao saguão do enorme edifício e Neiva se preparou para o choque. Sentia saudades e um certo receio. Ficou olhando as pessoas que se movimentavam nos seus afazeres e, momentâneamente sozinha. Johnson e Eris convesavam com alguém junto a um balção. Nisso, ouviu seu nome e a voz do seu Lino, que a chamava. Levantou os olhos receosa e viou diante de si um homem que aparentava uns quarenta anos, cuo sorriso amplo revelava os dentes alvos e perfeitos. Trajava roupas semelhantes aos capelinos e tinha um ar saudável e desenvolto. Ela custou acreditar que estava diante do Velho Lino!
   Daquele pobre velho, inchado e desdentado, só restava o ar de serenidade e segurança que caracterizavam seu espírito evoluído. Ele estendeu a mão sempre sorrindo e olhando- a com ar carinhosos.
   _ neiva, que satisfação em vê-la! Queria muito lhe agradecer o tanto que você fez por mim, até meu desencarne! Tudo que sou devo a você e a UESB. Mas, principalmente, você, que me amparou com seu amor e seu carinho. Graças a Deus!
   Neiva estava tão emocionada que não conseguia falar.Sentia as lágrimas descerem pelo seu rosto e procurou, como fazia na Terra, um lenço para disfarçar.
   A diferença que se operara no seu Lino era fantástica. Há apenas alguns meses, até deixara um corpo esverdeado pela infecção como fruto apodrecido, um ser humano sofrido e pobre. A figura que tinha agora diante ede si era de um homem em plena forma e com a tranquilidade de um ser jhumano realizado.
   Pelo seu espírito passaram as mais variadas implicações, comparações, lembranças, doutrinas e tudo que aprendera. Quantas conclusões, quantas provas da multiplicidade do espírito, da veiculação variada, de corpos e personalidades ocupados por um mesmo espírito!
   E que pensar na fabuosa capacidade moldadora, na maleabilidade da matéria nos planos fora do físico? Ali, na figura esbelta do seu Linio, estava  prova viva de cada uma daquelas assertivas. Enquanto refletia, ia ouvindo os comentários de seu lino, trazido pelos médicos do espaço.
   Enquanto ouvia, percebeu que amentara muito a movimentação de gente em torno do edifício e sentiu certa curiosidade pelo que estaria acontecendo. Seu Lino apressou-se em explicar que aquele povo todo estava de partida para Capela, inclusive ele.
   Neiva compreendeu a razão de presença de todas aquelas naves. Viu que todas tinham grandes comportas, por cujas rampas pessoas iam e vinham. Era o embarque em andamento, como em qualquer aeroporto da Terra. Lino continuou falando e pedindo notícias do pessoal da UESB, mas os sentidos de Neiva estavam alertas para alguma coisa que pairava no ar, uma estranha expectativa. Notando seu estado, Lino apressou-se a lhe explicar que a curiosidade era em torno da espera de uma pessoa muito importante  que estava chegando da Terra. Tratava-se de um político do Brasil, muito conhecido e cuja influência fora muito grande nos destinos desse país, pois fora um ditador.
   Daí a pouco, chegou um pequeno veículo e pousou bem junto ao edifício. Dele saíram uns homens com roupas semelhantes a enfermeiros. levavam uma espécie de maca, e Neiva do ponto onde se achava, distingiu as feições transtornadas do homem. Subitamente, a palavra " ditador" calou em sua mente e ela deu um grito:
   _ Mas, seu Lino, exclamou , esse homem morreu há muitos anos e só agora que está chegando aqui?
   _ SSSim, neiva, de fato ele morreu há alguns anos, mas não cnseguiu se desligar dos seus compromissos cármicos e permaneceu na Terra, ligado aos seus interesses. Por muito tempo continuou entrosado com seus correligionários e ao magnetismo das mentes dos que o odiavam ou o amavam.
   Ultimamente, porém, ele estava se imiscuindo com a falange dos Falcões e os Mentores espirituais acharam por bem retirá-lo de circulação para que não se atrasasse. Era um homem honesto que se deixara influenciar pelo orgulho e a desonestidade de muitos de seus adeptos.
    As recordações de Neiva em torno do antigo ditador, cujo domínio do país fora exercido justamente em tempos em que ela era uma viúva jovem e lutando pela vida, misturaram-se com o quadro que acabara de presenciar e ela sentiu certo desenqulíbrio.
   Johnson então se aproximou e convidou -a gentilmente sase reequlibrar. Ela, um pouco envergonhada pelo lapso momentãneo, retomou sua compostura habitual. Johnson fez alguns comentários em torna da viagem e Neiva notou que alguns veículos já haviam recolhidos as rampas de embarque. Viu nas suas janelas iluminadas as sombras dos passageiros e Johnson comentou que eram espíritos que haviam terminado sua recuperação na Casa Transitória e estavam indo para Capela. A aparência entretanto era igual a uma plataforma de trens da terra com sua balbúrdia. " Assim na Terra como no Céu"., pensou ela...
   Nisso, seu lino apresentou suas despedidas e Neiva notou que ele estava muito alegre com a partida. Mais uma vez agradeceu tudo o que ela fizera por ele e disse: _ Deus lhe pague, Neiva, por tudo. creio que vai ser difícil a gente se encontrar nesse mundão para onde vou. Ela sentiu um aperto no coração e acenou para ele, que se encaminhava para uma das naves.
Uma a uma as naves foram decolando, silenciosas, e, aos poucos, o terreno foi ficando vazio. Johnson então pediu-lhe que aguardasse um pouco, pois tinha alguns assuntos a tratar ali e Neiva ficou pensando naquilo tudo, olhando a movimentação, agora bem menor. Mas a tranquilidade não durou muito. outras naves semelhantes às que haviam partido foram chegando. Só que desta vez se procedia um desembarque. Neiva viu que delas saíam espíritos nas piores condições, amparados por enfermeiros e médicos espirituais. Eram "mortinhos", como ela costumava dizer. Tomada de piedade exclamou: _ "pobrezin hos!"
   _ Pobrezinhos por que? perguntou Johnson plata, se aproximando. Essa leva de espíritos que está chegando resulta de um desencarne coletivo que acaba de se fazer na terra. São espíritos terríveis, neiva, ams que pagaram boa parte de suas dívidas contraídas na antiga Roma. Todos eles foram colaboradores  em torturas e queima de pessoas daquele tempo. Agora acabam de desncarnar no inc~endio de um circo no Brasil. na verdade, só agora é que vão realmente se recuperar totalmente dos carmas contraídos naquele tempo em Roma.
   Ainda há muitos deles na Terra, mas até 1984 todos estarão neste plano.
   Johnson continuou dando explicações enquanto olhavam o desenbarque e Neiva, agora sorrindo, pediu-lhe  que tivesse cuidado com tanta coisa, pois sua cabeça era muito pequena.
  Ele também sorriu e disse-lhe que ela teria ainda que absorver muitos fatos para o exercício da sua missão na Terra.
   _ Entre elas, Neiva, você irá agora receber as iniciações de um Mestre no Tibet, que Seta Branca conseguiu. Você irá aprender a Alta Magia no próprio Tibet!
   neiva revcebeu a informação e indagou de Johnson como é que ela, uma missionária, iria trabalhar com um "mortinho."
   _ Não. disse Johnson sorrindo, não se trata de um "mortinho", mas alguém de seu próprio plano e adequado à sua altura evolutiva, pois se trata de um monge altamente evoluído. Mas, continuou, por que esta sua intransigência com os que você chama de "mortinhos?" Não será isto influência do catolicismo, que proíbe a invocação dos mortos?
   Ela não fez comentários e ele continuou:
    _ è preciso a gente se lembrar que não existem "mortos", ams apenas recém chegados a um p-0lano e a outro. Num ponto,, talvez, os católicos estajam certos. os que aui chegam tem muito em que se concentrar e a invocação da Terra os prejudica.
   Pouco depois todos estavam  no interior da chalana, que decolou silenciosa em direção da Terra. Neiva permaneceu absorta, pensando em tudo que vira e ouvira. Despertou ouvindo um comentário de Eris em torno do Xingu. Para ela pereceu que naquele momento eles estavam passando por sobre esta região do centro do país.
   _ Ali, dizia Eris. estão os verdadeiros missionários de Deus.
   Ela não entendeu bem o que ele queria dizer com aquilo, mas deixou para se informar em outra oportunidade. Afinal, ela já tinha um bocado de informações para catalogar  na sua pequena cabeça!
   Eles se despediram com um caloroso " salve Deus" e Neiva sentiu frio, pois começava a cair uma chuva fina. Johnson continuou em sintonia pela sua vidência e recomendou a ela tomar um medicamento para a febre e que fosse logo para casa se abrigar da chuva. Ouvindoisto, ela disse, mais agastada:_ Po r que agora esta preocupação? Se o meu corpo estava aqui nq chuva, que adiantam esses cuidados agora?
   _ Não, neiva, respondeu Jonhnson. Enquanto seu espírito estava conosco, seu corpo estava protegido pelos nossos médicos e não corria perigo algum, pode estar certa disto. Agora, porém, você está entregues às leis do mundo físico e sua faixa cármica. Vá se cuidar.
   E, sempre sorrindo, desapareceu no campo de sua vidência.

Do Livro- 2000- A conjunção de dois Planos- Mário sassi- 2ª Edição

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Palavras de Tia Neiva : ouvir e aprender!





"Uma das coisas mais bonitas que vejo ultimamente são os cavaleiros da Legião de Mestre Lázaro. E acredite, filho, que estamos chegando ao tempo dos Caçadores! mas, para chegar a esse tempo é preciso o Abatá dos Caçadores. È preciso qoe o Jaguar conheça bem seus sentimentos, suas vibrações e, se desarme contra seus vizinhos, sabendo  que o Homem- Luz só está evoluindo quando não mais se preocupa com o seu vizinho"( tia Neiva, 11.9.84)

Alertai a missão: palavras de Aganara


   JAGUARES: ALERTAI ! SEJAMOS ALQUIMISTAS DA ESPIRITUALIDADE MAIOR!




    Meus amados, muitos estão se preocupando demasiadamente com tantos fatos catastróficos que tem acontecido em nosso planeta; trazendo tanta dor e infelicidade para os seres encarnados atualmente. Sabemos que tais fatos fazem parte do propósito Divino de transformação do planeta de lugar de expiação e prova a um lugar de crescimento espiritual, de regeneração e, conforme disse o Amado Mestrem ninguém  pagará mais do que deve!  Mas. quem deve, pagará centil por centil!
Meus amados, é neste momento tão conturbado que, confiantes nas promessas de Jesus devemos ficar alertas para a missão que nos foi confiada, a fim de não perdermos nem um minuto sequer na prática da Lei de Auxílio! Muitos Espíritos, para os quais o " mundo já acabou" estão vagando na erraticidade em busca de amor e compreensão... a quem procurarão, aonde serão acolhidos e iluminados? Mais do que nunca, nós jaguares devemos nos desdobrarmos no cumprimento da nossa missão: há sempre uma dor maior do que a nossa! Há sempre um choro mais sentido do que o que choramos... há trevas, fome de amor e abandono por todo o universo! há busca de perdão, procura por ajuda e ânsia de um gesto, uma palavra de carinho em todos os lugares! Quem melhor que o Doutrinador do Vale do Amanhecer para emanar a luz da Doutrina Crística para tantos seres infelizes? Quem mais bem preparado do que o Filho espiritual de Koatay 108, ser Iniciado na Verdade imutável de Jesus para confortar e conduzir tantos espíritos? Apará, não neguem o aconchego de seus corações a estes infelizes! Aparás! Somos a voz Direta do Céu a emanar por todo o universo o amor incondicional,  quem melhor do que nós, Aparás, para acolher no calor de nosso amor este ser que nada mais possui, nem mesmo um corpo material, perdido em suas culpas e desejo de ódio e vingança?
Jaguares! Alertai nas vossas missões! Não sejamos como a noiva imprudente que quando chega o esposo não está preparada! Sejamos, antes como o carvalho que, sempre pronto se encontra para receber a bênção divina da chuva e renascer, se colocando, renovado apesar de ter sofrido com a estiagem.
Alertai a vossas missões! Sejamos verdadeiros trabalhadores da Seara de nosso Mestre. Que nossa fome de alimento não seja maior do que a fome de doutrina de nossos irmãos. Que a sede de paz  dos que nos procuram não seja menor do que nossa sede de àgua. Que a esperança de muitos não seja protelada por nosso egoísmo...
A cada dia depararemos com as grandes tragédias, os grandes desastres, a desencarnação de milhares de seres... não nos preocupemos com estes fatos: eles são necessários e previstos há muito. Mas, cumprindo nossa missão, teremos a certeza de que tudo o que podemos fazer para auxiliar estes sofredores estamos fazendo; sempre unidos a Jesus e sob a supervisão de nossos Mentores e do Simiromba nosso Pai, seremos iguais a alquimistas da Espiritualidade, capazes de transmutar a dor em alegria, o sofrimento em felicidade, a treva em luz e o descaminho em estrada luminosa rumo á evolução do espírito, seja ele quem for!
Salve Deus!

Dr. Bezerra de Menezes- o auxílio espiritual: aconteceu comigo!

 Esta história é um fato real e aconteceu comigo e com meu filho, hoje um rapaz de 19 anos. Quero contar este fato para que todos saibam que o abnegado dr. Bezerra de Menezes continua a socorrer a todos os que lhe pedem socorro. tenho outras histórias sobre esta ajudar espiritual sempre solicita e cálida, a nos amparar nas horas de desespero e dor, histórias tais que posteriormente também postarei neste Blog. Salve Deus! 





  Naquela tarde eu estava trabalhando despreocupadamente, atendendo a um cliente , quando o telefone tocou. Era da escola do meu filho, na época com 10 anos, avisando que o mesmo machurara na hora do recreio quando chocou-se com um coleguinha. Ao ver minha preocupação, a diretora da escola afirmou que meu filho estava bem e tinha um grande " galo" na cabeça ( na região da nuca) e que a escola tinha providenciado gelo para ser colocado no local. Acabei de atender o meu cliente e ne dirigi á escola para buscar meu filho. resolvi levá-lo ao Pronto Socorro, mas, ao chegarmos lá deparamos com uma fila quilométrica de pacientes, todos da emergência. Como moro longe do centro, na época não tínhamos plano de saúde e nem carro, percebi que a criança não teria condições de esperar por horas para ser atendido. Observei que ele parecia bem e resolvi levá-lo para lanchar, porém encontramos um médico amigo, psiquiatra, e contei-lhe o ocorrido. ele fez vários testes com o meu filho e me disse que ele estava bem; que eu fosse em casa, desse-lhe um lanche leve e um banho e voltasse para ser atendido.
   Ao chegar em casa, mais de 1 hora de ônibus, lanchamos e, como o menino nada reclamava, resolvemos dormir, pois já era muito tarde.
   De madrugada acordei com meu filho vomitando e ao correr para ajudá-lo percebi que ele estava muit mole, não conseguindo manter o corpo ereto, além de ter os olhos virados, sendo que aparecia apenas a parte branca dos olhos. Em desespero, saímos levando a criança em um táxi e voltamos ao pronto Socorro, que àquela hora da madrugada estava quase deserto. Tão logo chegamos, correram com o menino para o atendimento, sendo que nesta hora ele já não falava, completamente prostrado. O médico, ao ver o esatdo do meu filho, começou a me chamar a atenção, nos chaamando de irresponsáveis e afirmou:
_ Reze, mãe; porque agora é só Deus e o neurocirurgião! Seu filho vai pagar a sua irresponsabilidade!
Enquanto providenciavam o transporte de meu filho na ambulância, saí para o corredor, chorando e tentando rezar. Neste momento percebi que naquele momento haviam várias pessoas de meu conheciemnto naquele lugar: um ex- vizinho, um colega de faculdade, um pessoa  para quem havia resolvido um rpoblema que fazia plantão naquela noite... de repente, senti que não estava sozinha, pois todos me deram a maior força e muitas palavras de carinho, ( somente depois do caso passado foi que achei curioso tantas pessoas amigas naquele loal e naquela hora).
    Ao entrarmos na ambulância tentei rezar mas estava muito apavorada e só conseguia chorar. Então, me lembrei do Dr. Bezerra de Menezes, este Espírito amigo que minha mãe me ensinou a amar desde a minha infância. Me ajoelhei no chão da ambulância, que corria pelas ruas desertas da cidade, com a sirene ligada e olhando para o céu, supliquei:

_ Dr. Bezerra de Menezes, médico dos pobres e dos infelizes, proteja meu filho! E nada mais consegui falar.
  
   Quando chegamos na Santa Casa de Misericórdia, meu filho parecia desmaiado e ao entrar na sala de Raio X, consegui falar:

_ Jesus, permita a vinda do Dr. bezerra de Menezes para cuidar do meu filho!

   Imediatamente ele foi colocado na mesa de Raio X e a médica ao tocá-lo se assustou porque ele se levantou como se nada tivesse e, por ser muito inquieto, não deixava  a doutora fazer o fazer o exame, sendo que as radiografias saíram todas borradas.
  A médica, em certo momento, se irritou e zangou com ele e após me disse que era um absurdo o Pronto Socorro ter usado uma ambulância para transportar o menino, pois outro paciente grave poderia precisar realmente de cuidados e que não entendia a reserva de leito para uma criança que não tinha nenhum sintoma de traumatismo craniano, não mostrava confusão mental, não vomitava, não estava sonolento... Mas, que já que ele estava ali ficaria em observação por 48 horas, tempo em que ele usou para brincar no hospitale contar para as outras crianças da enfermaria como ele tinha caído, achando tudo muito divertido.
  Salve Deus. meus irmãos; não tenho dúvidas da intercessão do abnegado Dr. Bezerra de Menezes neste dia de tanto sofrimento e desespero para a minha família. por isto, acreditem: sempre que precisar de ajuda do amado Dr. Bezerra e dos demais médicos do Espaço tanham certeza que não ficarão sem resposta, pois estes grandiosos  Espíritos estão sempre prontos a socorrer neste plano e no outro, todos os que clamam ajuda em nome do Mestre Jesus! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!



Dr. Bezerra de Menezes: você conhece este Espírito?






 Sabemos que o Dr. Bezerra de Memezes, uma das mais consideradas Entidades denomeinadas, em nossa Corrente por "Médicos do Espaço", sempre desperta curiosidades acerca de sua vida. Os Médicos do Espaço são, de acordo com o conhecimento registrado nas Observações do Adjunto Tumarã, são raios de Olorum; entidades médicas especialmente direcionadas para a cura espiritual e física, que, formada em falanges dirigidas por um Médico chefe, como por exemplo, as do Dr. Fritz e do Dr. Bezerra de Menezes, agem na manipulação de forças que produzem o reequilíbrio energético dos pacientes, resultando na harmonização do padrão vibratório que irá eliminar as causas das doenças provocadas tanto por agentes biológicos ou químicos como pela irradiação de elítrios e outros obssessores.
Corre nos meio Espírita tradicional (credo abraçado por Bezerra de Menezes) que quando de seu desencarne o espírito que encarnou neste planeta na condição de Maria, Mãe de Jesus, veio recebê-lo, juntamente com outros espíritos de escol,Mas, o abnegado Espírito Bezerra de Menezes, embora agradecendo, emocionado a recepção, pediu à Maria permissão para ficar por 1000 anos servindo no Planeta Teera, a fim de dimunuir as dores e sofrimentos dos espíritos aqui encarnados. mas, quem foi Bezerra de Menezes?
  ADOLFO BEZERRA DE MENEZES nasceu há 29 de agosto de 1831 em Riacho de Sangue, no Ceará. Apesar de pobre e sem recusros conseguiu formar-se em Medicina no ano de 1856; ingressa no Exército como cirugião-tenente , em 1858, quando ainda neste ano casa-se com dona Maria Cândida de Lacerda, que desencarna em  em 1863, deixando-lhes dois filhos. Após o falecimento de sua amada esposa, busca conforto em diversos livros sagrados, entre eles, "O Livro dos Espíritos", de Allan Kardec e se convence da verdade esírita. 
Bezerra, acometido de um doença de certa gravidade, a dispepsia percebeu que a medicina tradicional não lhe proporcionava qualquer alívio recorreu a um medium  receitista, que lhe receitou um tratamento espírita  e spós ter seguido fielmente as orientações obteve a cura, o que lhe fez acreditar com mais convicção no espiritismo.
Já em franca prática da Medicna começou a demonstrar o grande coração e a alma caridosa que se faria conhecer.Este reconhecimento de sua bondade e retidão o levaram à Política, elegendo-se vereador `Câmara Municipal do Rio de Janeiro e, por diversas vezes a deputado federal.
Casou-se em segundas núpcias com dona Cândida Augusta de lacerda Machado.
No dia 16 de agosto de 1886 Bezerra de Menezes causou um " escândalo" , quando aos 65 anos anunciou perante um muldidão, em eloquente discurso que abraçava a doutrina espírita. Fois presidente da Confederação espírita brasileira, quando sodfreu discórdias e e radicalizações do meio espírita..
 O Dr. Bezerra de Menezes tinha a profissão de médico como verdadeiro sacerdócio por isto dizia que"Um médico não tem direito de terminar uma refeição, nem de escolher hora, ne de perguntar se é longe ou perto, quando um aflito qualquer lhe bate à porta. O que n~]ao acode por estar com visitas, por ter trabalhado muito e achar-se fatigado, ou por ser alta noite, o amu caminho ou o tempo, ficar longe ou no morro o que, sobretudo, pede um carro a quem não tem com que pagar a receita, ou diz a quem chora à porta que procure outro, esse não é médico, é negociante da medicina, trabalha para recolher capital e juros dos gatos da formatura. Esse é um infeliz, que manda para outro o anjo da caridade que lhe veio fazer uma visita e lhe trazia a única esportula que podia saciar a sede de riqueza do seu espírito, a única que se perdera nos vais-e- vens da vida.
No início de 1900. Bezerra foi acometido de violenta  ataque de congestão cerebral e caiu de cama, da qual não se levantaria. Ninguém desconhecia a luta da família uma vez que pasavam grandes dificuldades financeiras, já que o doutor não podia mais trabalhar. Porém, ninguém se atrevia a oferecer ajuda diretamente: os visitantes depositavam sua ajuda debaixo do travesseiro do doente, sendo que ali foram achados desde tostão, depoistado por pobres até altas quantia deixada por visitante abastado. Ao desncarnar em 17 de abril de 1900, verdadeira romaria dirigiu-se á sua casa para prestar-lhe as últimas homenagens e seus amigos se reuniram paea organizar ajuda à família desamparada; recebeu por seus contemporâneos o título de " Kardec brasileiro".

LINDO CASO QUE ACONTECEU COM BEZERRA DE MENEZES

   Certa vez, estando muito preocupado pois encontrava-se sem qualquer recurso financeiro para os estudos de Medicina e para a própria sobrevivência, precisando da quantia de cinquenta mil réis para pagar suas dívidas, quando olhou para o céu e apelou para Deus. Poucos dias depois bateram-lhe à porta e um jovem pedia que lhe desse aulas de matemática.Bezerra a princípio negou pois era a matéria que mais detestava o como o visitante insistisse, Bezerra, lembrando-se de suas dívidas, aceitou. O rapaz alegando estar com receio de gastar a mesada que recebera do pei insistiu em pagar adiantado as aulas e pagou a quantis de cinquenta mil réis a Bezerra, combinando dia e hora para o início das aulas e despediu-se deixando Bezerra muit feliz pois tinha os emios para pagar as dívidas, sendo que pagou os aluuéis atrasados e as taxas da faculdade; procurou a biblioteca pública e emprestou livros para preparar as aulas... mas, o rapaz nunca apareceu!




sábado, 19 de fevereiro de 2011

Convite a todos os filhos de Deus!

Meus irmãos e amigos, convido-os a dar uma olhadinha no Blog http://www. céudeAshya. com, que tem bom contéudo espiritualista e espírita, embora simples feito com humildade tem o propósito de espalhar a Luz e a Verdade através da Internet! Espero que gostem!

PS- Um dia, contarei a origem do nome " Ashya".  

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Texto grego escrito em 360 AC: muito atual... você não acha?

  O texto abaixo foi escrito pelo filósofo Atristóteles, na Grécia, no ano de 360 antes do nascimento de Jesus  Cristo; apesar de ser tão antigo, é um texto muito atual. Isto nos prova que a Verdade é eterna e imutável!


Aristóteles





   Ninguém é dono da felicidade. por isto não entregue a sua alegria, sua paz, sua vida nas mãos de ninguém, absolutamente ninguém.  Somos livres, não pertencemos a ninguém, e não podemos querer ser donos dos desejos, da vbontade ou dos sonhos, de quem quer que seja. A razão de sua vida é você mesmo. A tua paz interior é a tua meta de vida. Quando sentires um vazio na alma, quando acreditares que ainda está faltando algo, mesmo tendo tudo, remete os teus pensamentos para os teus desejos mais íntimos e busque a divindade que existe em você. Pare de colocar a tua felicidade cada dia mais distante de você! Não coloque objetivos longe demais de suas mãos. Abrace os que estão ao seu alcance. Se andas desesperado por problemas financeiros, amorosos ou de relacionamentos familiares, busca em teu interior a resposta para acalmar-te; você é o reflexo do que pensas diariamente. pare de pensar mal de você mesmo e seja o seu melhor amigo sempre! Sorrir significa aprovar, aceitar, facilitar. Então abra um sorriso para aprovar o mundo que lhe oferece o melhor! Com um soriso no rosto as pessoas terão a melhor impresões de você e, você estará afirmando para você mesmo, que está " pronto" para ser feliz. Trabalhe... trabalhe muito ao seu favor. pare de esperar a felicidade sem esforços. Pare de esxigir das pessoas aquilo que nem você conquistou ainda. Critique menos. trabalhe mais. E não se esqueça nunca de agradecer. Agradeça tudo que está em sua vida neste momento, inclusive a dor. Nossa compreensão do universo é muito pequena para julgar o que quer que seja na nossa vida. A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las.

BOLO CIGANO- RECEITA DOS CIGANOS DE PORTUGAL

AMADINHOS, UMA PAUSA NOS ASSUNTOS DOUTRINÁRIOS PARA EXPERIMENTAR ESTA DELICIOSA RECEITA QUE GARIMPEI PAR NÓS! UMA DELÍCIA! O ALIMENTO DO CORPO NOS REFORÇA AS ENERGIAS, NOS FORTALECENDO PARA CONTINUARMOS NOSSA ENCARNAÇÃO!  

Ingredientes:
6 ovos
250 grs. de miolo de amêndoas peladas e raladas
250 grs de açucar
100 grs. de chocolate em pó
1 chavena de doce de gila
1 gema de ovo
1 colher de sobremesa cheia de fécula de milho
 Modo de fazer:
Unte uma forma redonda e lisa com manteiga, forre o fundo com papel vegetal e torne a untar ( reserve)
bata bem os ovos com o cçúcar até obtrer uma mistura fofa;  junte a gema de ovo e a fécula de milhoenvolva bem, sem bater o chocolate, a amêndoa ralada e a gila. Deite a massa na forma e leve ao forno moderado para cozer por cerca de 45 a 50 minutos ( não pode ficar muito seco). depois de cozido deixe arrefecer um pouco e desenforme. depois de frio barre o bolo com os ovos moles.

Como fazer os ovos moles:
200 grs de açúcar
100 ml d água
6 unidades de gema de ovo
2 unidades de clara de ovo
Passe  as gemas pela peneira para tirar a pele. Bata as gemas e as claras juntas para que fiquem bem misturadas. Agregue àgua e açúcar leve ao fogo e deixe ferver por 3 minutos. Junte os ovos batidos ( fora do fogo), volte ao fogo até engrossar. retire novamente do fogo e bata bem.

doce de gila= doce de abóbora
barrar o bolo= cobrir o bolo
arrefecer= esfriar
fécula de milho= maizena
*do Blog " cinana luna"

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Os aprendizes de feiticeiro: Você é aprendiz de feiticeiro?

,

Amanto


_ Amanto, disse Neiva, depois de tudo isso que você me  mostrou e contou, eu não consigo formar uma idéia do conjunto do porquê de tantos altos e baixos, tantos fracassos. Afinal este século de lutas, com instrumentos tão preciosos nas mãos de espíritos evoluídos, tudo isso para termos um fim melancólico como esse que está sendo profetizado? Onde está a lógica disto tudo?
_ neiva, respondeu ele, você conhece a lenda do aprendiz de feiticeiro?
_ não, nunca ouvi falar dela.
_ " certa vez, diz a lenda, um mago poderosos que vivia num castelo, saiu para uma viagem e deixou seu aprendiz tomando conta de casa. este, tão pronto se viu a sós, resolveu experimentar os conhecimentos que julgava  haver aprendido do seu mestre. A primeira coisa que lhe ocorreu foi usar aqueles poderes mágicos  para executar as tarefas desagradáveis de que era responsável. assim, usando as palavras apropriadas, ordenou à vassoura que varresse o castelo e esta entrou a funcionar na mesma hora. O mesmo aconteceu com o balde de àgua e o aprendiz se deleitou com seus poderes. Mas a vassoura varria tanto e o balde jogava tanta àgua que o castelo começou a ser inundado. mas o aprendiz não sabia as palavras mágicas e não soube pará-los.
_ E como terminou a história?
_ não sei bem. Creio que o feiticeiro pressentiu qualquer coisa de errado e voltou a tempo de salvar o castelo. mas não pode salvar o aprendiz de quase morrer afogado e de um bom susto...
_ quer dizer que nós estamos na mesma situação desse aprendiz?
_ Em termos, de certa forma, sim.
  Através de todos os tempos, os Mestres proveram tudo o necessário a cada situação, a cada programa civilizatório, sempre visando adequar o planeta para a realização dso espíritos, dar a  eles os meios de continuar sua evolução e colaborar na Obra Divina.
_ Mas, Amanto, esse é outro ponto que a gente sempre se interroga. afinal, como é isso? - os espíritos são perfeitos e depois decaem, passam a precisar de evoluir de novo?
_ Minha filha, esta pergunta vem sendo feita pelos homens  Há milhares de anos. A mesma interrogação é feita em outros recantos do Universo, mas a resposta é sempre o silêncio e a incógnita. E possivelmente obteremos esta resposta quando estivermos integrados em Deus. talvez os espíritos que já atingiram essa meta saibam o porquê de tudo. mas isso é impossível tanto para você como para mim, pois somos apenas retas entre o menos e o mais infinito, somos espíritos a caminho...
Voltando ao nosso aprendiz de feiticeiro, no caso o ser humano desse últimos trinta e dois mil anos, eles muitas vezes usaram sua mágica para varrer e lavar. veja o exemplo dos Incas, dos Maias e dos Astecas. Eram herdeiros de  profundos conhecimentos científicos, recebidos de seus ancestrais e aos quais tinham acesso através da herança tecnológica, arquivada no recesso de seus templos e paláxios, Entretanto este tesouro era usado para o engrandecimento de seus "egos" hipertrofiados, de seu egoismo palaciano e de suas conquistas insensatas. Preocupavam-se muito em receber, obter cada assistência dos Mestres e para isto não poupavam esforços. Por isto construiram complicados sitemas de propriação aos deuses e observavam religiosamente os seus calendários iniciáticos. Tudo visava a obtenção de enrgias do Céu, no caso representados pelo deus Sol e pela deusa Lua. pelo que a história da Terra registra, eles rezavam mais do que trabalhavam.
_ mas, você não pode dizer que eles não trabalhavam. Se assim fosse, como é que podiam ter construído aqueles majestosos monumentos que até hoje estão de pé?
_ Tais monumentos não foram feitos com o trabalho braçal. Isto é um engano que os cientistas cometem ao interpretá-los em termos da atual capacidade humana e do desconhecimento das tecnicas empregadas naeuel tempo. as teorias atuais se ressentem de lógica. A confusão ainda é maior defido à interpretação religiosa que que se dá atualmente aos fatos, ou melhor, somente religiosa. È preciso unir as duas coisas. os atos psicofísicos e as finalidades do espírito, para se ter uma idéia mais precisa.
   Já lhe disse antes, que não só os monumentos, como também as cidades, foram feitos mediante processos fisioquímicos e forças magnéticas. Eles colocavam nesstas construções o fervor, quase fanático, que os tecnicos de carros de corrida empregam hoje em suas máquinas.. os construtores eram os nobres, os sacerdotes e os especialistas nas vária s artes e ciências, principalmente os astrônomos. O povo mesmo, as massas daqueles tempos, era apenas espectador.
- Isto se explica, Neiva, pela errônea interpretação de Deus. les se esqueceram, como o Homem sempre se esquece, que Deus é intríseco na natureza. no íntimo do ser e não exterior a ele. A projeção antromorfica é é o que O faz assim. Em vez de se voltarem para si mesmos, de usarem sua força criativa e seus instrumentos no fazimento do Mundo, na tarefa construtiva, eles se preocupam mais em manter vivo seu cordão umbilical, em voltar para o útero materno. Aliás, as pirâmides nos dão uma idéia bem próxima disto. Enquanto eles usavam a energia atômica, até para a iluminação delas, nos arredores os homens plantavam milho e trigo com paus pontudos, na forma mais primitiva. O mesmo sucede hoje num  paralelo absolutamente nítido. Enquanto os cientistas colocam milhares de custosos satélites em órbita e fabricam numerosas bombas atõmicas, populações inteiras morrem de fome e a superfície do planeta se esvai no enfraquecimento progressivo da natureza.
  Aliás, Neiva, este é o aspecto fundamental de todos os problemas que afligem os Homens. È na luta básica dos campos de forças que está situada a defasagem. O Planeta foi planejado para determinada tônica de coesão molecular, uma dinâmica que se ajusta automaticamente a cada estágio posicional em relação ao Sstema. A utilização de enrgias nobres deveria ser feita com critério espiritual, isto é, apenas nas tarefas criativas de impulso e em harmonia com o Sistema. Neste caso, " deus" seria considerado como " criador". Mas, se estas forças são usadas indiscriminadamente, sem o planejamento cuidadoso, elas se transformam em destruição e, neste caso, " deus" se confunde com " vingança".
  O mundo que depois se chamou América se enfraqueceu no contraste energético e isto se verifica na atual desarmonia da superfície, na ssucessão de florestas e desertos e nas contradições da dinâmica humana.Por isto, as civilizações pré colombianas eram civilizaçlões de pedra. As florestas que atualmente cobrem suas ruínas resultam de um custoso trabalho da natureza na retomada da tônica adequada.
  Houve um momento que a Humanidade pareceu compreender isto, no Século XIX. observe a história atual e você verificará os movimentos sérios que nasceram neste Século. mas, a euforia resultante está levando novamente ao fracasso. Se não houvesse o dsencadeamento mal feito das energias atômicas, não haveria o triste 1984 que já começa a manifestar. Os atuais de feiticeiros se comprazem em " varrer" territórios com a bomba atômica esquecendo-se que são incapazes de parar as "vassouras" e " os baldes de àgua".
  Isto explica, Neiva, a ausência de provas das civilizaçlões mais antigas. Seus restos foram devorados nas transformações ciclópicas sofridas pela natureza. Depois, na medida que a tônica própria foi sendo readquirida, o Planeta foi conseguindo conservar  sua amostras civilizatórias, que permitem as atuais cronologias da história. De cinco mil anos A.C. para trás, existe apenas o nada ou o quase nada.
  Neiva se quedou, pensativa. No plano etérico que se encontrava, na sintonia cada vez mais perfeita com sua existência transcendental, ela compreendia as lições profundas que estava recebendo. Mas, o ser humano que havia nela se manifestava na preocupação de armazenar informações. Procurando manter os pés na Terra ela se defendia com perguntas que Amanto pacientemente respondia.
  _ Amanto, perguntou ela , e as pirãmides? Explique melhor sobre elas.
 _ Sim, explico. O Grande Jaguar, o Tumuchy, era um cientista, conhecerdor profundo da fisioquímica e, com sua " chalana", ele viajou para o Egito e outros pontos do Planeta. Ele trabalhava com maestria o cobre e seus compstos e com isto ensinou a fundir grandes tubos e utensílios de metal, que eram usados em vários pontos da Terra. Isso permituiu o florescimento de núcleos tecnologicamente avançados, sendo um deles localizado na região coberta atualmente de gelo, o Pólo Norte e a Sibéria. O degelo desta região, agora começando, vai revelar tudo isso.  mas foi no Egito que se teve início a conscientização. da realidade humana. Observe  a história dos egípcios e você verá as transformações básicas que ali tiveram lugar.
  _ E essas máquinas, esses tubos, ainda existem?
  _ Sim, são coisas recentes, de cinco ou seis mil anos passados. Sob a areia dos desertos e no fundo lamaçento do Nilo encontram-se objetos que irão espantar os cientistas hoje quando fore,m encontrados. 
  _ Mais uma pergunta: essa história de arca de Noé tem algum  fundamento?
 _ Fatos que se transformaram em lendas. na verdade sempre existiram Noés que precederam às catástrofes. essa lenda se prende à seleção do mundo animal, feita sob a orientaçãos dos Mestres. Sempre foram feitas experiências nesse sentido e a habilidade do homem em relação aos animais existe até hoje. Veja a micigenação dos rebanhos atuais e todas as experiências com animais e você poderá fazer uma comparação com o que acontecia. 
  _ Outra pergunta sobre esta questão dos contatos com os Capelinos. Quais os problemas que havia?
  _ Os mesmos que existem hoje. Nós habitamos um planeta de constituição diferente, embora física, material. paa que possamos nos aproximar em nosso estado natural, somos obrigados a alterar o campo vibratório dos lugares onde chegamos e isto provoca uma série de alrterações na natureza. Assim mesmo não podemos sair do interior de nossas naves, pois seriamos esmagados pela densidade do plano da Terra. Naqueles tempos, ainda conseguíamos estabelecer bases na superfície, onde podíamos sair das naves com relativa segurança. Mas, isso era uma anormalidade que exigia enorme dispêndio de preciosas energias e só era feito em função dos planos da época,. Mas não era qualquer ser humano que podia chegar até nós. Apenas os missionários que tinham o conhecimento das tecnicas empregadas e organização física adequada o faziam.
  _ E essas bases, como eram elas? 
 _ Campos magnéticos preparados nos subsolos e delimitados na superfície. Ainda hoje, se os cienrtistas utilizarem instrumentos adequados eles irão detectar a diferença desse solos em relação às regiões circunvizinhas. Em sua maioria, esses pontos eram demarcados e a aproximação totalmente vedada aos seres humanos comuns.
  Tais lugares ainda são considerados sítios sagrados ou amlditos, conforme o folclore local, pois são realmente inadequados ao equilíbrio psicofísico dos seres humanos Esse mesmo fenômeno ocorre em todos os lugares onde foram utilizadas energias magnéticas ou atômicas. os discípulos de Jaguar usavam uma espécie de pincel atômico, que lhes permitia esculpir os mais duros metais ou pedras com perfeição, os ambientes onde trabalhavam, bem como os objetos, ficavam emanados com essas energias e se transformavam em tabus. Com o passar do tempo, essa emanação vai desaparecendo mais ainda existe muito perigo nesse sentido.
  O desquilíbrio que isso provoca é facilenmente confundido com problemas mediúnicos, daí surgirem as lendas e supertições. naqueles tempos, isso mantinhas os curiosos afastados mas isso gerou o mistério religioso. Tais mistérios sempre foram habilmente utilizados pelos sacerdotes de todos os tempos e incorporados aos rituais. No Templo de Salomão havia uma câmar que somente o supremo sacerdote penetrava, uma vez por ano.
  _ E havia perigo para outra pessoa que penetrasse nesssa câmara?
  _ havia, sim, Neiva, porque ali estava localizado um núcleo de captação de enrgias, que somente aquele sacerdotesabia como manipular. O mesmo fenômeno acontece hoje no Templo do Amanhecer. O cristal que existe na cruz atrás da pira emite um tipo de energia recebido do plano astral. è por isto que o ritual exige a abertura dos braços quando se cruza a linha mediana do templo. Mas a energia que é emitida no templo não oferece perigo algum para as pessoas de fora do ritual, pois não estão sintonizadas com a onda vibratória emitida. Já os mediuns em trabalho recebem uma pequena carga, todas as vezes que atravessam a linha de emissão.
  _ Quer dizer que os médiuns que atravessam a linha sem fazer o gesto apropriado recebem carga?
  _Receberiam, se não fosse a proteção das Entidades que os assistem. Você sabe muito bem, filha, o trabalho nos dá a proteção dos médiuns incautos...
  Mas é preciso não esquecer que, embora semelhantes, os fenômenos são diferentes. No caso das civilizações antigas. eram energias fisioquímicas, mas no presente caso  se tratam de energias ectoplasmáticas, fluídicas.
  Amanto, por falar em Noé, o mundo não foi inundado naquele tempo?
  _ Não, se você se refereao dilúvuo como diz a lenda. Na verdade, as catástrofes sísmicas e o degelo já fizeram imensas inundações e afundamentos de terras, Muitas regiões da Terra foram submergidas e outras emergiram. Mas esses foram fenômenos localizados, e não gerais. A idéia do geral se deve ao fato do conceito de mundo como sendo apenas a região onde o fato foi registrado.
  _ E agora, o mundo vai ser inundado?
  _ Apenas parcialmente, como já ocorreu no passado. Desta vez serão submergidos vinte e um países, que desaparecerão totalmente.
  _ Amanto, o que podemos fazer ouentão deixar de fazer para evitar tantas perdas?
  _ O que o Homem pode fazer é se compenetrar de si mesmo, de sua situação de espírito em caminho, e acomodar sua mente às coisas do transcedente. As catástrofes e os acontecimentos planetáros pouca diferença faz ao indivíduo. para aqueles que já vão desencarnando  nos desastres e nas doenças incuráveis, o fim já chegou, embora muitos continuem, talvez até,, até os reajustes finais.
  _ Mais uma pergunta, que me escapou quando voc~e falava dos contatos dos Capelinos com a Terra. Esses contatos traziam algum mal à Terra?
  _ Sim, Neiva, embora esses males fossem bem menores daqueles causados pelos próprios terráqueos, quando os Tumuchys pereceberam que os repetidos encontros conosco produziam danos à Terra, eles se entristeceram muito. Depois disso, eles rarearam muito, pois nos cercamos de imensos cuidados. A melhor forma de nos comunicar é através do palno etérico, como estamos fazendo neste momento com você. O problema que se paresenta, porém, é a falta de terráqueos equilibrados para o trabalho dessa natureza, como é o seu caso, Neiva.. A prova desta dificuldade são os incríveis relatos de pessoas qiue dizem ter viajado em nossas chalanas, pois isto é tecnicamente impossível em corpo físico. O mesmo acontece conosco em relação à Terra, embora muitos tenham afirmado terem visto e conversado conosco fisicamente...
  Enteretanto existe em andamento toda uma série de acnecimentos, tecnicos e naturais, que irão permitir esse contato. Quando o grande Seta Branca lhes diz que o " Céu irá se encontrar com a Terra" ele se refere a esses acontecimentos. Mas tenha a certeza, Neiva, que quando isso vier as coisas serão bem diferentes no seu planeta.
  _ Bem, Amanto. Acho que hoje me dou por satisfeita. Deixe-0me voltar ao meu corpo.
  _ Sim, Neiva, creio que hoje a dosagem foi grande. Aliás, nos preocupa muito nos servirmos tanto de seu trabalho. Mas você é o repositório desses antepassados e a intelectual de nossos dias.
 _ Eu, intelectual? retrucou Neiva, dando uma risada.
Então, ouviu o eco da risada que dera, como se estivesse reproduzida por um aparelho eletrônico, e disse:
  _ Que foi, Amanto, é minha essa risada?
  _ Sim, Neiva, respondeu ele, rindo; isso foi um pequenino carinho eletrônico, pois você é tão querida para nós , como sabemos que o somos para você. Que você seja bem- aventurada até o término de sua missão. Bem -aventurados sejam todos que, esquecendo-se de si mesmos, cuidam do seu próximo.
Por hoje chega, Neiva. Noutra oportunidade voltaremos aos Tumuchys e seus descendentes e ás proximidades do Titicaca.
  _ Ao Titicaca de novo?
  _ Não, desta vez iremos adiante, vamos subir as Cordilheiras dos Andes!

Do Livro" 2000 - A Conjunção dos Dois Planos"- Mário sassi

Do evangelho seguno do espiritismo: Ne todos os que dizem....





Nem todos os que dizem: Senhor! Senhor! Entrarão no Reino dos Céus!
E nem todos os que dizem: senhor! Senhor! Entrarão no reino dos Céus; mas, apenas entrará aquele que faz a vontade de meu pai que está nos Céus. Muitos me dirão: Senhor! Senhor! Não profetrizamos em vosso nome? Não expulsamos os demônios em vosso nome e não fizemos diversos milagres em vosso nome? E então lhes direi em voz alta: Afastai-vos de mim, vóis que cometeis atos de iniquidade. ( Mateus, 7:21 a 23).

    Todo aquele que ouvir estas palavras que Eu digo e as praticar, será comparado a um homem sábio que construiu sua casa sobre a rocha; e quando a chuva caiu e os rios transbordaram, e os ventos sopraram e se abateram sobre esta casa, ela não caiu, pois foi fundada sobre a rocha. Mas todo aquele que ouve estas palavras que  Eu digo e não as pratica, será como o insensato que construiu  sua casa sobre a areia; e quando a chuva veio, e os rios transbordaram, e os ventos sopraram e se abateram sobre esta casa, então ela desmoronou e foi grande a sua ruina. ( mateus, 5:19).
   Todos aqueles que reconhecem a missão de Jesus dizem: Senhor! Senhor! Mas o que serve chamá-lo de mestre ou Senhor, se seus ensinamentos não são seguidos? São cristãos aqueles que o honram por seus atos exteriores de devoção e o sacrificam, ao mesmo tempo, no tempo, no altar do orgulho, do egoísmo, da ambição e de todas as paixões? São seus discípulos aqueles que passam dias orando e não são nem melhores, nem mais caridosos, nem mais indulgentes para com seus semelhantes? Não porque assim, como os fariseus têm a prece nos lábios enão no coração. Com a forma cerimonial podem impor-se aos homens, mas não a Deus. è em vão que dirão a Jesus " Senhor, profetizamos, ou seja, ensinamos em vosso nome; expulsamos os de mônios em vosso nome; bebemos e comemos convosco; Ele lhes responderá: Não sei quem sois; afastai-vos de mim, vós que cometeis iniquidades; vós de desmentis as vossas palavras com as vossas ações, que calunias o vosso próximo, que espoliais as viúvas  e cometeis adultério; afastai-vos de mim, vós cujo coração destila ódio e fel, vós que derramais o sangue de vossos irmãos em Meu nome, que fazeis correr as lágrimas ao invés de secá-las. Para vós haverá chor e rabger de dentes, pois o reino de deus é para aqueles que são dóceis, humildes e caridosos. Não espereis dobrar a justiça do Senhor pela multiplicidade de vossas palavras e vossas genunflexões; o único caminho que está aberto para vós para encontrar a graça perante Ele, é a prática sincera da lei do amor e da caridade.
  As palavras de Jesus são eternas, pois são a verdade. Elas são não somente a salvaguarda da vida celeste , como também são a garantia da paz, da tranquilidade e da estabilidade para os homens nas  coisas da vida terrena. Eis porque todas as instituições humanas, políticas, sociais e religiosas que se apoiarem em suas palavras, serão estáveis como a casa construída sobre a rocha e os homens a conservarão, pois encontrarão nelas a felicidade, mas as que, porém, forem violações destas palavras, serão como a casa construída sobre a areia: o vento das transformações e o rio do progresso as levarão de arrastão.


Salve Deus!

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

TAPIR- Vocabulário doutrinário: Saiba mais!





Tapir: è a plataforma espacial de onde são projetados os Raios dos Oráculos Simiromba, Olorum e Obatalá, que vão compor a Corrente Mestra., fluindo pela Pira, no templo , indo até o Radar e, depois, se desnvolvendo pelo Templo. A ligação é constante pois Tapir funciona comopotente dinamizador  de forças espirituais, irecionando e dosando estas forças à medida da necessidade dos trabalhos e de acordo potencial de cada Médium que faz, na Pira sua preparação. Ali  se pojetam, diretamente do campo de Morsas, em Tapir, forças curadosa e desobesessivas que abastecem o Médium, através de suas morsas, as cruzes das mangas, de acordo com suas possibilidades de trabalho.

Após a morte Jesus aparece para 500 pessoas! A vida continua- linda história!

                                     Depois foi visto por mais quinhentos irmãos,
                        de uma só vez, dos quais a maioria sobrevive até agora
                      porém alguns já dormem também.
                                               I Corintios, 15:6 
  


    Em um ingente esforço que transcende a todos os nossos raciocínios, o Cristo aparece não só para um apóstolo, não só para todos os discípulos, mas para mais de quinhentas pessoas na Galiléia. Queria Ele deixar para a posteridade essa mensagem, de que ninguém morre, que a vida continua, mesmo depois do túmulo.
Aquelas quinhentas criaturas, entre homens e mulheres, reunidas no arrependimento livre, eram testemunhas do transcedental acontecimento sem sofrerem influência alguma que não fosse a sublime expectativa da presença de jesus. procuravam eles agradecer aos Céus os benefícios recebidos pela bondade, e misericórdia do Criador. e nessa estupenda vibração de gratidão, assomou no topo de um monte, de braços abertos, viva como sempre,  a figura luminosa de Jesus, a dizer para a multidão, despertada da concentração pela doce voz do meigo Rabi: A paz seja convosco.
 E a multidão, sentindo O Mestre no imo dos corações, ouviu em êxtase a voz do pastor de todas as almas, mais ou menos nestes termos, numa pálida reprodução de um pequeno trecho de Sua fala: Filhos do meu coração, queria eu, como aqui estou, dar um testemunho coletivo, em me fazendo presente depois do túmulo, para testificar que não há morte. A minha mensagem é puramente de vida, de vida eterna. Sois, nestas horas agraciados pela expansão da f´é que tendes, de maneira tal, a nunca mais vos esquecerdes deste encontro tão grato a nós outros. A luz que neste instante sedesprende do meu coração, imantando os vossos de puro amor, não é minha, mas de Deus; não é do mundo, mas dos Céus; não é produto de altos raciocínios, mas da natureza do Grande Coração. Ser- vos -à dado mais, se souberdes servir com denodo, perdoar sem exigências e amar sem condições. Procurai destemidamente, educar-vos, servindo-vos da minha vida e da dos Meus discípulos, que refletirão com pureza a vontade de Deus que passou por mim. Não desdenheis as oportunidades, porquanto elas passam, e o tempo corre. Necessário se faz que cada minuto possa ser, para todos, tesouros incomparáveis.
  E a voz do Nazareno ressoava nas encostas da montanha esquecidas pelo magnetismo da natureza, com o poder plasmático em todas as lamas, que a cada momento se avolumava mais, tanto de um plano quanto de outro.  Era como que todos vibrando numa só faixa, em êxtase geral.
  : Não quero tirar dos vossos corações somente o medo da morte, nao pretendo somente fazer florir dos vossos sentimentos o bem, no proveito de toda a humanidade! desejo ardentemente que possais inundar os vossos corações com o bem, não só sentindo, mas nele pensando e, que acima de tudo, vivais este bem permanentemente! Desejo que Me sigais, sem todavia serdes oprimidos para isso, espero, sim, que todos, ao me ouvirem obedeçam a vossas consciências, e se comprometam com deus para as grandes lutas que haverão de enfrentar em sucessivas vindas à Terra, em lugares variados, com missões diferentes uns dos outros. tereis, se preciso for, que derramar o próprio sangue em praças públicas. Tereis que sofrer todas as angústias impostas pelo mundo e morrer cantando, dando provas de que a vida continua além do túmulo, em toda a parte, com mais esplendor. E sereis recompensados por Deus e por Mim no reino da luz.
  A multidão dos dois planos, ajoelhada, chorava e sorria ao mesmo tempo e a figura deslumbrante do Mestre se desfazia como por encanto, e a mente grandiosa do Cristo dividia a luz que Lhe servia de aura em policromia deslumbrante, como na mais perfeita matemática, oferecendo um pouquinho para cada um dos presentes, sendo eterna lembrança para a eternidade da vida. Um perfume nunca sentido no mundo aromatizou todo o ambiente, dir-se-ia, fragrância dso anjos derramada nos homens.
  O término o relato de Paulo dá a entender, se não interpretarmos em espírito e em verdade, que as almas dormem no túmulo com seus corpos, sendo que não foi esta a .intenção do convertido de Damasco usando a palavra " dorme." Queria ele somente expressar que, na época de suas pregações, muitos daqueles que assistiram ao maior espetáculo espiritual de aspirações de todos os tempos já haviam morrido, já haviam passado para o outro lado da vida. De fato, muitos espíritos ficam no túnulo depois do fenômeno morte, imantados no corpo em decomposição, de acordo com suas necessidades. mas nunca em se tratando daqueles que viram o Cristo na Galiléia. Aqueles vivem até hoje derramando as bênçãos do Evangelho por toda a parte, ainda alimentados por aquele calor da visão do Mestre.
Espíritas sinceros, vocês são oriundos daqueles que viram o Nazareno em conjunto! participaram do banquete de luz, do encontro dos Céus com a Terra, contudo, não devem se esquecer do testemunho, exemplificando o amor que devem dar frente aos outros, como selo do bem, para a paz da consciência; que igualmente serão recompensados pelo muito que fizeram, no pouco tempo de trabalho realizado. E nunca se esqueçam de repetirpara os que possam ouvir que  a vida continua em toda a parte, porém, quem não ama não tem vida em si.
  
                         Depois foi visto por mais de quinhentos irmãos,
                          de uma só vez, dos quais a maioria sobrevive até agora
                         porém alguns já dormem também.


DO LIVRO " O MESTRE DOS MESTRES", PELO ESPÍRITO MIRAMEZ- PSICOGRAFIA DE JOÃO NUNES MAIA. EDITORA FONTE VIVA.

SAIBA- uma mensagem de Emmanuel. para você, irmão querido.

 Saiba
Saiba que nascestes neste mundo para o cumprimento de uma missão
ainda que não saibas qual.
lembre-se que o menor dos insetos opera  para o bem comum
de forma inconsciente e espontânea.
A gota benéfica do orvalho refresca a flor
mesmo sem saber que lhe oferece o frescor!
Ore.
Trabalhe.
Auxilie.
Coopere.
Toda a poeira da Terra
Todos os astros do céu
laboram para um fim comum: O Progresso.

ALABÀ: como começou?

Esta postagem encontra-se na ìntegra  no Semanário 123 ; entretanto, só colocarei a primeira parte do relato do Mestre Gilmar, Adjunto Adelano, uma vez que o restante do texto trata-se de assunto específico da nossa doutrina, já  expostos no semanário, sendo que me eximo aqui de detalhar particularidades dos rituais e da intimidade da Corrente. Salve Deus. caso o leitor seja do vale do Amanhecer, se tiver interesse,  consulte a fonte primária desta postagem. Que Deus abençõe a todos.

      ALABÁ         

    O ano era 1985; como príncipes Maias que éramos e diante do entusiasmo de estarmos nesta falange, aproveitamos a oportunidade de ir até a Clarividente; vencidos os obstáculos proporcionados pelos seus assistentes, finalmente estávamos diante dela; olhou-me diretamente e depois disse: Gosto de vê-los assim bonitos!
Logo depois disse:
_ Mário, Mário! está chegando um trabalho novo!
_ E que trabalho é esse Neiva? ( respondeu o Mestre Tumuschy)
_ Alabá. Quer dizer Deus na mesa! É um trabalho de cura que vai ajudar muito vocês!
Este curto diálogo terminou e depois de algum tempo, o corpo mediúnico estava para receber este trabalho. No início surgiram muitas versões sobre ele. inclusive com a perticipação obrigatória de Magos e Nityamas; outra que teria que pedir autorização ao Cavaleiro d lança vermelha para fazê-lo e por fim chegara à lei definitiva aa quel até hoje realizamos...

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Hino a Seta Branca

Amados, Hoje, 14 de fevereiro, dia que reverenciamos o aniversário natalício de Seta Branca, o Mentor espiritual de nossa Corrente, nosso pai Simiromba, Espírito de alta hierarquia que, lado a lado com o Mestre Jesus, trabalha pela evolução espiritual de nosso planeta. Nesta data tão importante para nós, no "cigana aganara", todas as postagens serão de homenagem so querido Pai Maior! Salve Deus, Salve Seta Branca!

Seta Branca e os espanhóis: você conhece esta história?

              Pai Seta Branca e os espanhóis.



  Na época da conquista da América, no século XV, Oxalá era grande cacique de uma tribo Inca, estabelecida em Machu-Pichu, tendo recebido o nome de Seta Branca por causa  de sua lança armada com a presa de javali. Com as comquistas espanholas na região andina, houve uma ocasião que os espanhóis chegaram nas proximidades daquela tribo, ameaçando-os. Seta Branca e seus oitocentos querreiros aguardavam os invasores em um descampado. Quando estavam próximos para iniciar a batalha, Seta Branca começou a falar, ao mesmo tempo em que, com sua seta branca nas mãos, fazia como que uma oferenda aos céus. Sua voz ressoava por toda aquela região, gerando campo de forças que trouxe um clima de paz e tranquilidade o qual influenciou todos aqueles corações. Guerreiros dos dois lados sentiram aquela emanação, e foram ajoelhando. Seta branca terminou sua  invocação, trouxe sua seta até o plexo, e ficou em silêncio de cabeça baixa, aguardando os acontecimentos. os espanhóis foram se levantando e abandonando o campo, e retornaram para seus acampamentos, no oeste , sem qualquer confronto. os incas retornaram à cidade, sentindo o poder do amor sobre a força bruta. E ali viveram por muitos anos ainda, totalmente isolados.

PARABÉNS, DIVINO SETA BRANCA!.. Mas, quem é Seta Branca?




                 Seta Branca




Salve 14 de fevereiro! Hoje comemoramos o aniversário natalício do querido Simiromba de Deus! Que sua luz. meu Pai, continue a iluminar por todo o universo, encaminhando os espíritos, sofridos, perdidos, desamparados até a morada Eterna. Salve Deus!
A ti, Paizinho de luz, todo o amor, reverência e respeito de seus filhos Jaguares.

Seta branca é um dos nomes recebidos pelo luminoso espírito de  Oxalá, orixá poderosos que preside todo o desenvolvimento cármico do nosso planeta, a quem foi dada a missão de espiritualizar o Homem . è o grandioso guardião do Oráculo de Simiromba, que administra todo o potencial de forças que agem e interagem na Terra.  O termo SIMIROMBA ,  significa em nossa Corrente, " RAÍZES DO CÈU". e Pai Seta Branca é o Simiromba de Deus! De seu Oráculo, Simiromba realiza a grandeza presente em nossos trabalhos. Chegando aqui liderando a missão dos Equitumãs quando ficou conhecido como jaguar, e dos Tumuschy.

   Palavras de Pai Simiromba que todo jaguar deve guardar na mente e acolher no coração:
* O homem que tentar fugir de sua meta cármica ou juras trancedentais será devorado ou se perderá como um pássaro que tenta voar na escuridão da noite!
* O trabalho incessante vos livrará das dores. Jesus prescreverá vosso resto cármico e melhor cumprireis esta missão simétrica.
*Filhos: muito embora as previsões dos tempos sejam assustadoras, procurai assimilá-las, prosseguindo na marcha evolutiva do Homem. Por conseguinte, não há razão para detê-lo na sua nobre conduta. não atribua a dor universal pelos  reflexos criminais de vossas vidas passadas.
* Filhos, cada espada que se ergue é uma esperança na conquista de uma Nova Era...
* Se pedirem, dai-lhes o ouro e dai-lhes a prata, porém, de vós, nenhum fio de cabelo de vossa cabeça, pois jamais alguém poderá contaminar-se por vós! Quero dizer, com estas palavras: comunicar sem participar!
* Continuo vos iluminando com a vida e vos resguardando da morte.
* Nada exigirei deste vosso sacerdócio. Porém, vos prometerei tudo no cumprimento desta missão.
* Sim, meus filhos, não vos lamenteis, não sofrais por tão efêmeras passagens... Jesus protege vossos passos... Não temais!
* A Terra., sem precipitação, é vista do alto como uma grande nave, onde seus passageiros não sabem como nem onde vão desembarcar!
* Sim, por Deus, toda a tua família sanguinea receberá a proteção da tua conduta doutrinária.
Filhos! espíritos Espartanos que não sábieis perdoar! A vida começa em cada dia. Não importa a quem nem onde, o perdão nos faz encontrar com a grandeza!
* Jaguares, meus filhos jaguares! A vossa responsabilidade é maior de todas as missões da Terra!
* Eu, filhos, exigirei a vossa conduta doutrinária!
* Apressa-te, filho, para não deixardes nenhuma ovelha do teu rebanho, que o teu carma te entregou. Não deixas que partam sem a tua compreensão, sem o teu calor vital.
* As leis físicas que vos chamam à razão são as mesmas que vos conduzem a Deus.
E mais... muito mais..
Amados, tudo que precisamos para orientarmos nossas missões, todas as respostas de nossas dúvivas pessoais e de questionamentos de fatos que escapam ao nosso entendimento, estão nas mensagens do nosso amado Pai; é importante que todo jaguar leia sempre as mensagens de Seta Branca, que a cada leitura um novo conteúdo, uma nova compreensão vai ser somada ao acervo de nosso conhecimento!
Também, Pai Seta Branca, jamais deixa um filho sem resposta: pergunte, com amor, com humildade, com fé e a resposta não se faz esperar. Acredite! Confie! Não somos missionários órfãos de Pai; temos um presente, em Espírito e Verdade, que, sempre pronto, nos protege e orienta. Salve Deus!